sexta-feira, 11 de setembro de 2015

DOCUMENTÁRIO: FOUCAULT X FOUCAULT - 2014



Direção: François Caillat  2014
Duração: 53 min
Título Original: Foucault contre lui-même
País: França

Muito bom este documentário para nos dar um panorama geral sobre quem foi Michel Foucault. Foi professor do College de France o que lhe dava uma posição e status, porém soube utilizar-se desta posição para ir muito além e sair daquele lugar que requeria uma certa postura. Um homem complexo, que através da sua obra foi se contradizendo, o que pessoalmente acho extremamente rico uma vez que as coisas mudam, e nós mudamos, porque então se fixar em um único pensamento ou forma de ver o mundo? 

O documentário é uma coletânea de entrevistas com críticos e filósofos contemporâneos que reclassificam o legado de Foucault, numa tentativa de construir novas formas de pensar sobre a luta contra os mecanismos de dominação da sociedade. 

Sempre trazendo para o considerado digno e permitido aquilo que estava à margem: os loucos, os detentos, a sexualidade, estuda o passado mas é lido como se fosse o presente, sempre atual, ele se desdobra sobre si mesmo. Um ativista que ao lado de Sartre e Genet ia para as ruas, e isto me chamou a atenção sobre o que vivemos hoje  onde os intelectuais analisam e falam sobre as manifestações, mas não os vejo lá, junto ao povo, trazendo o povo para perto de si mesmos, apoiando. Foucault fala justamente disto, que é preciso ir lá, ver com seus olhos, viver a situação. 

Um eterno insatisfeito com suas próprias conclusões, sempre em busca de algo mais. Encantou-se com a Califórnia e seus jovens, a liberdade que viu ali. Vindo da França, onde supõe sempre ser o país da liberdade, mas que contraditoriamente a isto, o que vemos mesmo são os "flics", a polícia sempre na rua e contendo as manifestações, batendo e prendendo, nos EUA ele encontra um outro mundo, pelo menos para seus olhos naquela época. 

Que sirva de grande exemplo contra o conformismo e o que vou chamar de "confortismo".


François Caillat estudou filosofia. Dirigiu curtas e se voltou para os documentários.