sexta-feira, 11 de setembro de 2015

FILME: O ABRIGO - 2011


Direção: Jeff Nichols - 2011
Duração: 120 min
Título Original: Take Shelter
Roteiro: Jeff Nichols 
País: Estados Unidos

Curtis (Michael Shannon) e sua esposa Samantha (Jessica Chastain) vivem numa pequena cidade de Ohio. Eles tem uma única filha com seis anos que possui uma deficiência auditiva. Apesar das dificuldades de conseguir ter os meios para ajudar a filha que precisa de uma cirurgia, eles vivem felizes e são até mesmo considerados um modelo de casal que tem uma vida boa pelos amigos. Até o dia em que Curtis começa a ter pesadelos com uma tempestade apocalíptica e fica obsessivo.

Além dos pesadelos, Curtis começa a ter visões, alucinações, como pássaros voando, mas a questão é que para ele isto é real, assim como seus pesadelos são premonitórios, um aviso. Mesmo assim ele procura ajuda, e vai visitar sua mãe que está internada por ser esquizofrênica. Durante um tempo ele esconde de Samantha o que está acontecendo, mas é impossível que ela não o perceba, uma vez que começa a ter um comportamento estranho e decide construir um abrigo no quintal para proteger-se e à sua família da tempestade que ele tem certeza vai acontecer.

Curtis começa a ir a uma psicóloga que o escuta, porém como é de um sistema de saúde conveniado, um dia ele chega e não é mais ela, é outro. Infelizmente esta interrupção acaba rompendo o processo ao qual ele já estava engajado. Seu melhor amigo não compreende o que está acontecendo com ele, e quando Curtis tem um pesadelo com este amigo que o atraiçoa, ele tem certeza disto, e pede seu afastamento de sua equipe o que gera no amigo um ressentimento que se transforma numa vingança, levando Curtis a perder seu emprego. Justo quando ele havia hipotecado sua casa novamente para construir o abrigo e a cirurgia de sua filha estava marcada, pelo convênio da empresa. 

Samantha o ama, e procura compreender e lhe dar apoio. Seu irmão chega com ares de mais velho lhe dando uma bronca, os amigos se afastam. Curtis além das alucinações se sente perseguido o que se evidencia em seus pesadelos quando seu cachorro o morde, seu amigo o agride, sua mulher o ameaça.



Percebe-se nitidamente a falta de preparo tanto no aspecto médico e psicológico como na sociedade em lidar com pessoas assim. E o interessante é que o final nos propõe algo até mesmo desanimador, uma vez que Samantha e a filha acabam digamos "contagiadas" pelo pânico, obsessão e delírios de Curtis. Isto me lembra claramente como uma paranoia se instala numa sociedade, como contaminando a todos, com algumas exceções que lhe escapam.



A cada um sua interpretação sobre o final do filme, alguns podem optar pela premonição, o transcendental, outros pela mente doente. Mas até que ponto um psicótico não está mais próximo ao real do que os outros? 

Curtis diante de seus pesadelos e visões no fundo tem medo, medo do histórico familiar, do que aconteceu com sua mãe. Ele oscila entre avaliar sua sanidade mental e o real de seu medo, do que sonha e vê. Ele receia  sua origem, não consegue e não tem um atendimento que o leve a falar, e reconstruir esta história. 


Jeff Nichols nasceu em 1978 em Little Rock, Arkansas, EUA.