segunda-feira, 13 de julho de 2015

FILME: REMBRANDT - 1999


Direção: Charles Matton - 1999
Duração: 99 min
País: França - Alemanha - Holanda

Uma cinebiografia do pintor Rembrandt van Rijn desde sua chegada quando jovem à Amsterdam até sua queda e morte. 

Rembrandt (Klaus Maria Brandauer) chega à Amsterdam em 1631 e já é um pintor célebre, que pinta retratos e gravuras com seu talento reconhecido. Ele se casa com Saskia Uylenburg (Johanna ter Steege) que tenta lhe dar um filho, dos seis que nasceram apenas Titus irá sobreviver. Em seu último parto Saskia morre e o luto e o sofrimento por que passaram com a perda dos filhos atinge Rembrandt. Ao invés dos quadros com cores fortes passa a pintar com um misticismo que os nobres irão condenar, principalmente devido a religião e ao puritanismo. 

Retrato de Saskia Uylenburg 

Rembrandt pintou a Lição de anatomia do doutor Nicolaes Tulp (Jean Rochefort), uma de seus quadros mais famosos. O corpo que aparece no quadro é de um homem que havia sido condenado à morte no dia anterior por assalto a mão armada. 


O doutor Nicolaes Tulp será um dos mais aguerridos perseguidores do pintor quando após a morte de sua esposa ele se envolve com as criadas da casa além de mudar seu estilo de pintura para o misticismo. 

Durante a enfermidade de Saskia, Geertje Dircx foi contratada para cuidar de Titus e se torna amante de Rembrandt. Como ele não se casou com ela, acabou por processá-lo, mas ao descobrir que ela havia penhorado jóias de Saskia, Rembrandt conseguiu que ela fosse internada por doze anos em um asilo. Ele então iniciou um romance com Hendrickje Stoffels (Romane Bohringer) e em 1654 tiveram uma filha, Cornelia, o que provocou a intimação da mãe pela Igreja Reformada Holandesa para responder a acusação de que cometera atos de uma prostituta com o pintor. Como ela confessou a verdade foi excomungada, já ele não passou por isto pois não fazia parte de nenhuma igreja. 

Tulp conseguirá que a hipoteca de sua casa seja cobrada e Rembrandt terá que sair de lá, foi feito um leilão com todas as suas coisas que rendeu uma miséria. Mas ele nunca se dobrou a esta sociedade puritana e continuou a pintar. Hendrickje morrerá e depois será a vez de Titus, o que abalará profundamente Rembrandt, que morrerá um ano depois. 

O filme termina com a frase de Van Gogh diante da obra de Rembrandt - "É preciso estar morto várias vezes para poder pintar assim". 



É um belo retrato da sociedade dos países baixos desta época, com sua opulência de um lado e a miséria de outro. Rembrandt sempre se manteve livre, nunca se curvou aos desejos dos poderosos e pagou o preço por isto. Como vemos até hoje as pessoas não aceitam que o outro seja como quer, desejam que sigam o que elas querem. Rembrandt em uma cena do filme desenha uma gravura de dois negros numa taverna, e responde ao homem que está ao lado que critica com racismo os dois homens. Em agradecimento eles lhe dão um macaco que se torna o animal de estimação, até que o matam. 




Charles Matton nasceu em 1931 em Paris e faleceu em 2008 na mesma cidade, França

Rembrandt nasceu em 1606 em Leida e faleceu em 1669 em Amsterdam,  Países Baixos