quarta-feira, 11 de junho de 2014

FILME: O PASSADO - 2013


Direção:Asghar Fharadi - 2013
Duração: 130 min

Título original: Le passé
País: França - Irã 

Indicado para o Festival de Cannes 2013 como longa-metragem

Ahmad (Ali Mosaffa) , um iraniano, retorna à França após 04 anos a pedido de sua ex-mulher Marie (Bérénice Bejo) para oficializar o divórcio e rever as duas filhas dela de um relacionamento anterior. Logo ao chegar ele vê um menino na casa de Marie e descobre que ela vive com alguém, Samir (Tahar Rahim), um árabe cuja esposa está em coma num hospital devido a uma tentativa de suicídio.

Lucie (Pauline Burlet) a filha mais velha de Marie não aceita esta relação e vive fora de casa chegando muito tarde todas as noites. Marie pede à Ahmad que converse com ela. Aos poucos vamos vendo o drama familiar se desenrolando.

Cada um vê a história pelo seu ponto de vista, mas há muitas suposições na história na busca pela verdade que é sempre fugidia. O passado se impõe no presente e ameaça o futuro.

Marie está estressada, de certa forma deseja se vingar de Ahmad por tê-la deixado. Samir vive entre Marie e sua mulher em coma. Os filhos sofrem as consequências de tudo isto. Ahmad parece um mediador de tudo isto, mas porque aceita este papel? porque não vai embora? Mas é Ahmad que aos poucos vai desvendando e desvelando a cada um, menos a si mesmo, ficamos sem saber muito dele.

Marie não reservou um hotel para Ahmad e ele fica na casa dela. Aos poucos vão retornando coisas mal resolvidas entre os dois e ao mesmo tempo ela o envolve na situação atual. A filha Lucie no início se parece como uma filha adolescente que não aceita que sua mãe se relacione com outro homem que não aquele que ela gostaria, mas não é tão simples, depois a vemos acusar a mãe de ser culpada pela tentativa de suicídio da mãe de Fouad, e finalmente descobrimos que ela carrega um segredo e muita culpa. Fouad o filho de Samir sofre por sua mãe haver tentado o suicídio e parecer uma morta agora, e ao mesmo tempo ele está deslocado mas buscando carinho e amor o que encontra em Lea, a outra filha de Marie, já que não tem muita atenção de Marie envolta em suas questões e sem paciência e seu pai, com a chegada de Ahmad está incomodado.

Um filme que mostra a humanidade de cada um dos personagens, suas dores, raivas, ciúmes, dúvidas, vinganças. Estamos sempre pensando no outro dentro da nossa visão, e muitas vezes a verdade para o outro é muito diferente da nossa.



Asghar Farhadi nasceu em 1972 em Khomeini-Shahar, Irã.