terça-feira, 27 de maio de 2014

FILME: DESONRA - 2008


Direção: Steve Jacobs  - 2008
Duração: 120 min. 

Título Original: Disgrace
País: Austrália  

Baseado no livro homônimo de J. M. Coetzee 

O título original é Desgraça. África do Sul, na Cidade do Cabo o professor David Lurie (John Malkovich) leva uma vida solitária, dando aulas sobre poesia numa universidade e tendo encontros sexuais com garotas de programa, até o dia em que ela lhe diz que não irá mais encontrá-lo.

David então se aproxima de uma aluna Melanie (Antoinette Engel) e usando de seu lugar de professor, com sua influência acaba a levando para a cama. Não se trata de um estrupo, mas também não é algo que agrada à garota, até que seu pai ao saber de tudo o denuncia à Universidade. David não se defende, continua usando de seu cinismo e se declara culpado.

Ele então parte ao encontro de sua filha Lucy (Jessica Haines) que vive numa fazenda isolada e acaba de ser abandonada por sua companheira. Eles serão violentamente atacados por três negros da região, um deles ateará fogo em David, enquanto sua filha é violentada.



Enquanto esta na Cidade do Cabo a atitude de David ainda era a de um colonizador, se considerando melhor, porém quando ele chega à fazenda desolada da filha, encontrará outro mundo, onde são os negros que dominam a sua terra.

Lucy nada fará para punir seus agressores o que deixa o pai consternado, ele não consegue aceitar isto, e também não consegue compreender o comportamento da filha. Ela deseja ficar ali, mas para isto precisa viver em paz com a comunidade, e aceita se casar com Petrus que vive ali e lhe dá quase tudo, ficando apenas com sua casa. Ela está grávida do estupro e ele vai assumir a criança que é filho de um parente seu e que também está vivendo ali.



David não compreende tudo isto. Ele quer justiça, quer que ela vá embora, e em momento algum associa o que ocorreu com sua filha com o que ele fez com a aluna na Universidade, até que após uma conversa com a filha que lhe diz que os homens são assim, sentem ódio das mulheres e precisam humilha-la, ter o poder sobre ela, ele procura a família de Melanie e pede perdão.

A questão está nos impulsos, naquilo que alguns não conseguem controlar, ou seja, a pulsão sexual, o desejo. David se declara um servo de Eros para a universidade. Só que ele não é o único que sofre disto, que também deseja e que não mede os limites para atingir o que deseja. Seja usando de persuasão e intimidação como David ou pela violência como os três jovens que os atacaram. Não é pela aparência de civilidade que a natureza do abuso se modifica, no fundo é a mesma coisa. A única diferença é que David sabe que deseja e age para isto, enquanto os jovens agem por impulso, pelo ódio, mas também pelo desejo. Quando o garoto olha pela janela para ver Lucy nua, esta é uma atitude típica de adolescentes. Mas David é mais sutil, ele diz que a mulher bonita tem que ser generosa e partilhar com todos esta sua beleza.

A pergunta que mais nos fazemos é por que Lucy age assim? ela é uma européia, sua mãe está na Holanda, mas ela se submete a lei e cultura local, a ponto de aceitar o estupro e dar todos seus bens ao estuprador para ter paz. Por que ela não o denunciou? por que ela o protege quando seu pai lhe dá uma surra e ainda corre até ele perguntando se está machucado? enquanto ele grita que vai matar a todos eles? Por que não vai embora?

O filme não mostra muito do que aconteceu com Lucy antes, nem o que ela realmente pensa. Mas eu fico pensando até que ponto o fato de ser filha de um homem que age como um estuprador polido e educado e acha isto normal, como seu lado Eros que ele não tem intenção nenhuma de deter, a leva a agir desta forma e não conseguir reagir? É como se em seu inconsciente estivesse atacando o pai? Ela prefere gerar o filho deste estupro, como um desejo inconsciente?

A questão dos cachorros sacrificados, talvez o único lugar que David consegue dar um pouco de amor, e por que sabe que não ficará dependente disto, uma vez que o cachorro vai morrer. Nem mesmo aquele que ele adota por um tempo, ele consegue se dedicar à ele, e acaba desistindo dele e o entregando ao sacrifício. O oposto de Eros é Tânatos, é a morte. Ou será uma metáfora que explicita o que ocorre com os que se aproximam de David? serão sacrificados ao seu amor, eros? aos seus impulsos que não consegue controlar? Ele acaricia, mas sabe que vão ser sacrificados, pelo amor, não é um castigo.

David cita Byron, e diz que a loucura não está na cabeça, mas no coração. Até onde se vai para curar um coração doente assim?

Talvez Lucy saiba que ele só se preocupa com ela e quer vingança por que no fundo ele se sente ultrajado em sua honra, e ao mesmo tempo confrontado consigo mesmo, o que o leva a pedir o perdão à família de Melanie, mas sinceramente, não consegui me convencer de que ele fez isto por realmente estar arrependido, mas pelo contrário, como se isto fosse uma maneira de tentar evitar mais desgraças.




Steve Jacobs nasceu em 1967 na Austrália