terça-feira, 20 de maio de 2014

FILME: GETÚLIO - 2014


Direção: João Jardim - 2014
Duração: 100 min 
Roteiro: João Jardim
País: Brasil 

Baseado em fatos reais

1954. Getúlio Vargas (Tony Ramos) está no poder pela segunda vez, desta vez eleito democraticamente pelo povo. Seu principal inimigo político é o jornalista Carlos Lacerda (Alexandre Borges). O filme retrata a conspiração política-militar que termina com o suicídio de Vargas.



Lacerda sofre um atentado onde quem morre é o Major Vaz da Aeronáutica. Os políticos se aproveitam para fazer uma campanha forte para que ele renuncie. Tudo leva a crer que ele é o mandante do crime uma vez que foi cometido por pessoas de sua guarda pessoal. Vargas nega ter ordenado isto e está disposto a que tudo seja investigado. Ele não irá reagir como era de se esperar de quem já foi um ditador.

São os últimos 19 dias de Vargas entre o atentado e o suicídio em seu quarto sozinho. Ele já está velho, cansado, mas não quer terminar seu governo de uma forma que considera desonrosa, faz tudo para preservar seu nome. Deixa claro que não irá renunciar. Propõe uma licença enquanto os fatos são apurados o que não é aceito. Ele avisa que só levarão seu cadáver do Palácio do Catete se insistirem na renúncia e cercarem o Palácio, e cumpre sua palavra. Era 24 de Agosto. Sua filha Alzira (Drica Moraes) sempre esteve ao lado do pai em todo este processo.



O suicídio reverteu a opinião pública e gerou grande comoção no país e revolta o que obrigou Lacerda e seu grupo a deixarem o país.

Vargas foi um ditador apesar de ser muito lembrado como "pai dos pobres" principalmente por ter criado o salário mínimo, a carteira de trabalho, a Ordem dos Advogados do Brasil, a Petrobrás, estabeleceu pela primeira vez o horário verão, disciplinou o ensino superior dando preferência às Universidades, mas foi também um ditador, "rasgando" a Constituição por duas vezes. as torturas, a deportação de Olga Benário, um namoro com o Eixo para depois passar para o lado dos Aliados durante a Segunda Guerra Mundial.
O filme trata de seus últimos dias, quando se recusa a tomar medidas extremas para conter a tentativa de golpe que ocorria no país com o apoio de alguns militares e instigada por Carlos Lacerda e outros políticos.

João Jardim nasceu em 1964 no Rio de Janeiro.