quarta-feira, 13 de agosto de 2014

FILME: BISTRÔ ROMANTIQUE - 2012


Direção: Joël Vanhoebrouck- 2012
Duração: 102 min
Título Original: Brasserie Romantiek

Pascaline (Sara De Roo) tem 40 anos e é proprietária de um pequeno restaurante mais conhecido como Brasserie na Bélgica que mantém junto ao seu irmão Angelo (Axel Daeseleire) que é o chef de cozinha. Eles possuem uma estrela no guia gastronômico. Além disto ela tem sua sobrinha que mora com ela, pois a mãe não lhe dá atenção.

É o dia dos namorados e todas as mesas estão reservadas e o cardápio neste dia é fechado e terá 05 pratos entre a entrada e a sobremesa. O filme passará por estas etapas apresentando a cada uma o prato que será servido.

As pessoas começam a chegar, mas o primeiro surpreende Pascaline, ele não está acompanhado como todos os outros, mas vem sozinho e somente para encontrá-la, trata-se de Frank (Koen de Bouw) que é um ex-namorado de Pascaline, por quem ela continua apaixonada depois de tantos anos. Ele lhe faz uma proposta que ela jamais poderia esperar. Após 20 anos sem aparecer ele está de partida para Buenos Aires naquela noite e quer que ela vá com ele.

Roos (Barbara Sarafian) chega e espera seu marido Paul que como sempre está vendendo um carro pelo celular. Durante o jantar Roos contará a ele que tem um amante.

Mia (Ruth Becquart) chega sozinha, ela explica que o marido a deixou pela sua melhor amiga, se é que se pode chamar de amiga, mas que retornou ali pois foi onde tudo começou, ele a pediu em casamento ali. Agora ela come chocolates e os vomita e pensa seriamente em se suicidar. O garçom Lesley (Wouter Hendrickx) se ocupa dela durante o jantar tentando fazer com que ela olhe a vida de outra forma.

Walter (Mathijs Scheepers) também aguarda sua convidada que ele não conhece pessoalmente, foi um contato pela internet e ela está atrasada o que o deixa extremamente tenso.

Outros casais também chegam e ocupam suas mesas, menos uma que fica vazia, não vieram nem justificaram sua ausência.

Durante o jantar iremos ver a história de cada um se desenrolar, as dificuldades no relacionamento, um casamento falido, as tentativas de arrumar alguém, as dúvidas.

Um filme sem grandes novidades, mas que é gostoso de assistir. Eu pessoalmente gostei muito foi de ouvir a língua flamenga sendo falada, pois minha família materna é dos Flandres.

Joël Vanhoebrouck nasceu em 1974 em Vivoorde, na Bélgica