domingo, 10 de agosto de 2014

LIVRO: A VIDA DO LIVREIRO A.J.FIKRY - GABRIELLE ZEVIN


Zevin, Gabrielle. 1ª ed. Paralela, 2014
186 páginas
Tradução: Flávia Yacubian
Título Original: The storied life of A.J.Fikry

Acho que criei uma expectativa muito grande sobre o livro. É um livro gostoso de ler, que se lê em um só dia, bom para relaxar, pelo menos foi o que fiz, li o livro em um único dia. 

A história do livreiro A.J. Fikry em uma ilha, dono da única livraria local, no início rabugento, de mal com a vida após a perda de sua esposa em um acidente que recebe a visita de Amélia, representante de livros de uma editora que entra no lugar de outro que também morreu. Seu primeiro contato não é bom, mas Amélia contorna isto.

Mas a vida de A.J. Fikry irá mudar quando encontra um bebê em sua livraria com um bilhete e resolve adotá-la. Maya irá transformar a vida do livreiro e Amelia também, pois ele se apaixona por ela. Entre tudo isto temos o roubo de um livro raro que se transformaria na aposentadoria do livreiro. 

Confesso que esperava mais do livro. Gosto muito de livros que falam de livros, mas pessoalmente prefiro  O Ano do pesamento mágico ou o Clube do livro do fim da vida, onde os livros também vem em socorro de alguém  que está passando por momentos difíceis, apesar de não serem como no caso de Fikry, seu ganha pão. Por outro lado confesso que gostaria muito de ver livrarias como esta do livro em cidades pequenas, onde houvessem clubes de leitura e um livreiro que soubesse indicar os livros de acordo com o que seus clientes buscam e precisam.

O que mais me atraiu no livro foi o local, a Ilha Alice. Adoraria viver em um lugar assim, não tão alcançável, mas não tão distante. Durante o inverno a balsa não faz a travessia. E também o prazer de estar entre livros, isto eu compreendo bem, vivo rodeada deles, em todos os locais de minha casa há livros, eles andam pela casa e me aconchegam, me acolhem, me dão serenidade e companhia. 

Talvez eu seja como A.J.Fikry quando se trata de livros. 

Gabrielle Zevin nasceu em 1974 em New York