sábado, 19 de julho de 2014

FILME: ANNA - 2014



Direção: Jorge Dorado - 2014 
Duração: 99 min
Título Original: Mindscape 

Anna (Taissa Farmiga) é uma jovem de 16 anos muito inteligente e brilhante, que se recusa a comer. Sua mãe e seu padrasto procuram ajuda e um detetive John (Mark Strong) que trabalha com a memória assume o caso.

John consegue adentrar a memória das pessoas e estando lá ele observa o que acontece. Porém ele acaba de passar por uma situação difícil particular com sua esposa que por terem perdido o filho quis retornar ao passado quando ele ainda estava vivo o que acaba a desestruturando levando-a se suicidar em uma banheira.

Anna é problemática, já esteve envolvida em várias situações difíceis, inclusive com um professor de artes que foi preso por tirar fotos impróprias de Anna, com um amiga que foi envenenada e até a enfermeira que foi jogada da escada a culpa recai sobre ela que alega que querem acusá-la para se livrarem dela por causa da herança. Seu padrasto, caso ela fosse afastada, seria quem iria gerir sua fortuna.

Aos poucos John vai entrando na memória de Anna, mas ela é astuta, e sabe o que quer, manipulando inclusive sua memória e utilizando-se dos pontos fracos de John, o que ele descobre tarde demais. Mas ela gosta dele e acaba lhe dando a prova necessária para inocentá-lo quando ele se vê envolvido num crime que não cometeu. John aposta em abuso sexual infantil e nos traumas provenientes deste ato, mas estaria ele correto?

O filme é um suspense que abusa um pouco de cenas assustadoras, parecendo que vemos assombrações e vultos, mas ele reflete bem o que ocorre em uma terapia, de qualquer linha, onde há sempre transferência e contratransferência e quando um terapeuta está com problemas próprios isto acaba interferindo, uma vez que é o seu trauma que assume muitas vezes o que ele acredita ser do paciente.

A memória nem sempre é confiável, ela se cria, se recria, mas o que John aprende é que é preciso enfrentar a verdade, e neste caso, a sua verdade, em relação a sua esposa, o que no filme é simbolizado quando ele finalmente põe a venda a casa onde ocorreu sua tragédia pessoal.


Jorge Dorado nasceu em 1976 em Madrid, Espanha.