quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

FILME: O LOBO DA ESTEPE - 1974


Direção: Fred Haines - 1974 
Duração: 108 min 
Título original: Steppenwolf 

Adapatação do livro O Lobo da Estepe de Hermann Hess

Um filme estranho, surreal, sensações estranhas ao vê-lo, mas retrata a dualidade, a fragmentação de Harry Haller (Max Von Sydow) que é ainda maior que dois lados.É literalmente um mergulho em si mesmo.

A questão é o lado doméstico e o lado selvagem e como os que o percebem sofrem com ele. Somos seres sociais, civilizados, mas temos um lobo dentro de nós que arreganha os dentes. Mas o mais difícil do que controlar este lobo com seus dentes afiados no social é lutar com ele dentro de nós. Queremos ser aceitos, amados, mas o lobo age para que isto não aconteça, porém por outro lado ele quer preservar o que somos e desejamos. E o conflito é que ao sermos bonzinhos nos odiamos, buscando ser amado pelo outro, mas se rosnamos também nos odiamos, porque o outro não gosta e não somos amados. E ao perceber isto geralmente a pessoa se torna um solitário, um lobo da estepe.

Uma crítica ao mundo burguês, ao socialmente aceito, Harry um intelectual de família burguesa não aceita tudo isto, e parte em busca de si mesmo, mesmo que para isto precise fazer uma viagem muito louca.

Veja um trecho:



Fred Haines nasceu em 1936 em Los Angeles, EUA e faleceu em 2008.