segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

FILME: VULCÃO - "ELDFJAL" - 2011



Direção: Runar Runarsson - 2011
Duração: 95 min 
Título original: Eldfjal 
País: Islândia 

Hannes (Theódór Júlíusson)  é um homem de 67 anos de idade, o filme começa com o último dia dele em seu trabalho na escola, ele está se aposentando. Quando sai da escola para o carro, tenta se suicidar mas desiste. Ele é ranzinza, reclama de tudo em casa, mas a dor em seu rosto nos toca. Enfrentar a velhice que se aproxima, perder seu lugar no trabalho que o constituía, ficar sem rumo e se sentir inútil. Ele não encara bem a entrada nesta fase de sua vida.



Seus filhos não o compreendem e o criticam. Um dia ele ouve uma conversa entre eles que falam sobre ele e sua mãe, e então se dá conta de como age e resolve mudar. Compra os ingredientes para o prato preferido dela, há uma linda cena de sexo entre os dois e então na hora do jantar ela sofre um AVC que foi muito grave, não consegue mais falar e apenas chora e geme.



Como no filme Amor Hannes resolve cuidar ele mesmo de sua esposa e os filhos acham isto um absurdo. Ele assume isto e também começa a se aproximar do neto, chama-o para ajudar a consertar o seu barco e o menino leva uma bronca do pai por estar se sujando.

Todos tem pena da mãe, antes era porque ela aguentava o pai, depois porque ela está num estado vegetativo, mas ninguém percebe a dor e a solidão de Hannes que é quem acaba fazendo algo para mudar.

Ele fica olhando slides com fotos do tempo que eram jovens, e ainda moravam na ilha do vulcão. Mudaram-se de lá após sua última erupção. Era uma mulher vibrante, viva e muito bonita, um belo sorriso, neste momento ela geme no quarto e ele se decide. A sufoca com o travesseiro e depois deita-se ao seu lado e chora muito.



Um filme triste mas belo.


Runar Runarsson nasceu em 1977 em Reykjavík na Islândia.