segunda-feira, 23 de maio de 2016

FILME: XXY - 2007


Direção: Lucia Puenzo - 2007
Duração: 90 min
País de Origem: Argentina - Espanha - França

Um belo filme que nos fala da transexualidade que serve para que as pessoas possam compreender melhor do que se trata e de como uma pessoa que nasce com as duas características sexuais se sente e o preconceito que existe. 

Alex (Inés Efron) filha de Kraken (Ricardo Darin) e de Suli (Valeria Bertuccelli) nasceu com ambas as características sexuais. Seus pais para se afastar dos preconceitos e dos que acreditam que é necessário corrigir a ambiguidade sexual da criança se mudam para um vilarejo no Uruguai onde kraken trabalha como biólogo. 

Alex toma hormônios para se tornar uma menina, mas começa a resistir a isto e para de tomá-los. Nesta época recebem a visita de um casal de amigos com um filho adolescente, Alvaro (Martin Piroyansky), cujo pai é um médico que faz as cirurgias de correção. A mãe de Alex deseja esta cirurgia, porém seu pai não acredita que isto seja a solução, considerando que seria uma violência ao corpo de Alex.

Alex e Alvaro se sentem atraídos, até que tem um encontro sexual revelador para ambos. Os garotos do vilarejo desconfiam que há algo de errado e acabam cercando Alex numa praia e descobrem que ela é uma menina com órgãos genitais duplos. 

O filme é uma lição, pois o pai de Alex compreende o drama de Alex, e a apoia em suas decisões quando opta por não fazer uma cirurgia e ser como é, escolha difícil diante de uma sociedade que não aceita isto. 

O filme é sensível, e vem ao encontro dos preconceitos, da dificuldade que as pessoas tem em aceitar tudo que não seja o considerado normal. Mas o importante é que mostra que sexo biológico, gênero e opção sexual são coisas diferentes, e isto ainda é muito pouco compreendido. 

Lucia Puenzo nasceu em 1976 em Buenos Aires, Argentina