domingo, 7 de dezembro de 2014

FILME: ALÉM DA LIBERDADE - 2011


Direção: Luc Besson - 2011 
Duração: 132 min
Título Original: The Lady 

Uma cinebiografia de Aung San Suu Kyi 

País: Birmânia - Mianmar  

Suu Kyi (Michele Yeoh) é filha de um herói da independência da Birmânia (hoje Mianmar) que foi assassinado quando ela tinha dois anos. Quando jovem foi morar na Inglaterra e se casou com Michael Aris (David Thewlis) , um professor de história tibetana , do Butão e sobre os povos do Himalaia. Tiveram dois filhos Kim (Jonathan Raggett) e Alex (Jonathan Woodhouse).

Quando sua mãe tem um derrame Suu volta à Birmânia que passa por um momento de massacres de estudantes que lutam pela democracia.O país é uma ditadura militar e Suu é a candidata ideal para enfrentar os militares. Ela adere à causa e a luta e para isto permanece no país após a morte de sua mãe e só não foi assassinada porque os militares não queriam outro mártir, caso de seu pai.

Suu passará 21 anos em prisão domiciliar, sofrerá muita pressão psicológica, mas ela tem fibra de aço apesar de toda doçura que possui com seus familiares e amigos e de ser uma pacifista. Ela terá o apoio de seu marido e filhos que farão tudo para ajudá-la. Em 1991 ela ganhou o prêmio Nobel da Paz e não podendo irá recebê-lo seus filhos e marido a representaram. Em 1998 Michael recebeu o diagnóstico de um câncer e não verá nunca mais sua esposa, pois os militares não liberaram seu visto, querem forçar Suu a ir ao encontro do marido e com isto nunca mais deixá-la entrar no país. A última vez que ela viu seu marido foi no natal de 1995. Somente em 2010 ela será finalmente libertada.



Ela permaneceu em seu país como uma resistência pacífica e encorajando a busca pela democracia e dos direitos humanos.

Uma mulher forte, determinada, que não tinha medo. Precisou fazer escolhas difíceis como no caso do marido doente que ela não reviu e dos seus filhos que cresceram longe dela. É preciso acreditar numa causa e amar seu povo e país de uma forma que vai muito além do que conhecemos por amor. O apoio de seu marido me emocionou e me mostrou o quanto ele a amava, a ponto de compreender que amar não é ter alguém, mas deixar este alguém ser.



Mianmar é um país de uma riqueza cultural imensa, as cenas do filme quando ela vai para o interior do país são belíssimas e nos mostram a cultura, os rituais, as roupas, rituais, a natureza e um povo pacífico.

Uma mulher admirável e de uma força e convicção que é rara.



Luc Besson nasceu em 1959 em Paris, França 

Suu Kyi 
com Michael Aris
Na entrega do Nobel - Michael e os dois filhos Kim e Alex