domingo, 7 de dezembro de 2014

PROJETO MULHERES

Em uma homenagem a todas as mulheres, frágeis ou fortes, submissas ou emancipadas, as grandes lutadoras, as que fizeram diferença e mudaram situações e culturas, as que sofreram, as que enlouqueceram, as que se suicidaram, as que ganharam prêmios e foram reconhecidas, as que sonham e nunca conseguiram atingir seu desejo, as que estavam por trás de alguém mas que fizeram toda a diferença, as que foram grandes pensadoras mas sufocadas pelo machismo e uma sociedade patriarcal, as que pagaram um preço alto para poderem ser elas mesmas, as que deram o exemplo que muitas puderam seguir, as grandes guerreiras que lutaram por uma causa ou para defender seu país, as mulheres que inventaram, que fizeram ciência, arte, música, escreveram, dançaram, interpretaram, militaram, foram políticas, filosofas, mas também, apesar de toda a história de submissão e patriarcalismo encontramos mulheres cruéis e dominadoras em toda a história, determinadas, temíveis. 

Nunca se poderia falar de todas, mas escolhi algumas para buscar sua história e o que produziram, fizeram, o que nos deixaram. Algumas escolhi por admiração própria e outras porque tem histórias fortes e interessantes. Não me coloco um tempo para isto, mas vou aos poucos adentrar em suas vidas pelos livros, filmes, exposições, mostras, teatro, música e ir postando aqui no Blog.

Infelizmente no Brasil há uma grande carência de traduções de obras existentes em outras línguas, muitas mulheres são desconhecidas aqui. Isto também acontece em outros países como a Inglaterra, França e Estados Unidos onde poderíamos encontrar o maior número de obras, mas quando se trata de autores de países da África, América latina, Oriente, não há tradução. Acabo de ver quantas escritoras temos na América Latina, no México, no Oriente, mas não há quase nada traduzido, disponível  ou mesmo acessível, mesmo com a Internet. 

Sejam bem vindos, mulheres e homens, pois a questão não é o gênero, mas sim a humanidade!