sábado, 27 de dezembro de 2014

FILME: FRANCISCO O SANTO RELUTANTE - 2003


Direção: Pamela Mason Wagner - 2003 
Duração: 60 min
Título Original: Reluctant Saint, Francis of Assis 

Baseado na biografia de Francisco de Assis de Donald Spoto 

O filme é narrado por Liev Schreiber e nos mostra um lado mais humano de Francisco (Robert Sean Leonard) retirando a áurea mítica que o envolve. 

Francisco era filho de um próspero mercador de tecidos que desejava que seu filho o sucedesse nos negócios. Quando jovem era fanfarrão, gostava de se divertir, rir, estar com os amigos, até o dia que a cidade vizinha Perúgia entra em guerra com Assis e Francisco se envolve na batalha sendo preso pelos rivais. Passará um ano numa cadeia fria e sozinho, doente, o que será o início de sua mudança. 

O filme mostra Francisco como um homem que era radical, enfrentava os poderosos e pregava a paz e o amor, mas que nunca desejou a santidade. Ele tem visões, ouve vozes e muitos o consideraram louco, mas muitos também o seguiram e acreditaram nele. Foi fundamental que naquela época a igreja passasse por uma crise de descrédito estando envolvida em devassidão, ganância e poder. Ele foi considerado o protetor dos animais por haver pregado aos pássaros uma vez que o povo não o escutava, mas o retrataram pregando às gralhas e corvos que representavam o povo e isto fez diferença. 

Após sua volta do Egito onde pregou ao Sultão que ao contrário do que pensavam os católicos sobre os muçulmanos, era um homem culto, educado e que também desejava a paz, ele encontrou seus seguidores divididos, sendo que a maioria já optava por construir mosteiros e estavam mudando o ideal de pobreza que Francisco pregava. Desiludido, cansado, ele se retira para uma montanha por 40 dias, é quando o vemos como o místico que foi. 

Dois anos após sua morte a igreja o considerou Santo. E até hoje é mais conhecida a prece que foi feita para ele na Primeira Guerra Mundial do que pelos seus salmos e cânticos que fez enquanto vivia. 

Pamela Mason Wagner